A barraca trekking 2 da Guepardo Aventura é muito leve, pesa apenas apenas 1,5 kg e achei bem fácil montar. É uma barraca técnica e foi desenvolvida exclusivamente para montanhas, cabem duas pessoas com as cargueiras (ou três sem as cargueiras), você também pode usar o avancê para guardar os equipamentos.

Assista o vídeo!

clique e assine o canal

Minha avaliação pessoal:

  • Resistência: ainda não coloquei a casinha à prova de chuvas e ventos fortes, usei três vezes e apesar do frio o tempo estava bom.

Teste em campo

A barraca foi utilizado pela primeira vez no camping do Refúgio da Pedra Aguda em Nova Friburgo – RJ, durante a primavera e duas vezes na montanha do Morro do Açu, local do primeiro pernoite da Travessia Petrópolis-Teresópolis no Rio de Janeiro, durante o inverno.

Prós

  • Impermeabilização: material resistente e a coluna d’água de 2000 mm que está na média com relação a indicação para as montanhas que costumo pernoitar. Em geral as barracas mais especializadas oferecem uma coluna d’água que varia de 2000 mm a 3000 mm e as super resistentes com 4000 mm, a escolha vai depender dos lugares que você costuma pernoitar.
  • A montagem é rápida e fácil, você utiliza os 2 bastões de caminhada para sustentar a lona e os esquetes para fixar;
  • Os componentes da barraca são leves e práticos: cordas refletivas, 14 espeques e bolsa para transporte;
  • Peso da barraca:1,5 kg (lona) peso do kit completo 1,8 kg;
  • Cabem duas pessoas com as cargueiras;
  • Muito leve e compacta;
  • Possui um avancê amplo;
  • Bem arejada, possui telas em volta do dormitório e na porta
  • Preço: média de R$300 a R$500.

Para garantir o desempenho na impermeabilização segui algumas instruções e sugiro fazer o mesmo com qualquer modelo que comprar (não importa a marca).

Lembre-se, com o tempo as barracas começam a perder a impermeabilidade, utilizando esses produtos você consegue aumentar a vida útil da sua companheira.

Use um selador de costuras e spray impermeabilizante

 

 

  • Ela vem com 14 esquetes de aço, mas para otimizar ainda mais o peso troque as esquetes de aço por alumínio.

Contras:

  • Condensação: pela manhã percebi que a parte interna da barraca (teto) estava toda preenchida com gotas d’água.
  • Não é autoportante, por isso os locais para fixar os esquetes limita-se apenas para terrenos com terra, grama ou areia. Vale lembrar que a maioria das barracas leves e técnicas para montanhas não são autoportante.

 

Leia também: como utilizar um bastão de caminhada na trilha e montanha

Deixe seu comentário