Para quem tem um bom condicionamento físico, é possível fazer a trilha até a base das Torres del Paine (Mirador de las Torres) em um dia, saindo de Puerto Natales por volta das 7h e retornando às 22h, mas prepare-se porque a trilha é pesada e na Patagônia “o vento dita as regras”.

Este roteiro faz parte do mochilão de 17 dias que eu fiz sozinha passando por Santiago, Punta Arenas, Puerto Natales, Torres del Paine (Chile) e terminando na Patagônia Argentina, onde visitei as cidades de El Calafate (Perito Moreno), El Chaltem (Parque Nacional Los Glaciares).

Leia também: qual a melhor época para visitar o Parque Nacional das Torres del Paine

Assista o vídeo!

clique e assine o canal

Onde se hospedar em Puerto Natales

Uma boa opção para quem pretende fazer bate e volta até o Parque Nacional Torres del Paine é ficar hospedado próximo ao terminal rodoviário, mas por outro lado é mais longe do centro, onde ficam os principais restaurantes, mercados e lojas ( +/- 30min andando).

Eu indico a Hospedaje Don Pedro, que fica a 5min do terminal rodoviário, uma ótima opção para quem pretende fazer outros passeios de bate e volta até o parque.

Reserve pelo booking.com e ganhe uma recompensa de R$50,00, clique neste link!

Precisa de guia?

No hostel tive a indicação de um guia que me cobrou 27.000CLP (R$150,00) pelo guiamento até a base (mirador) das Torres del Paine, mas optei por fazer sozinha. A trilha é autoguiada e bem marcada, em alguns trechos você fica um pouco perdido quanto à orientação, pois o terreno tem muita erosão e pode confundir, mas não se preocupe, basta seguir as setas e marcações da trilha.

Para quem pretende ir sozinha, a trilha até o Mirador de las Torres é muito frequentada por turistas que optam por fazer em um dia (full day) e pelos aventureiros que seguem o circuito O ou W.

Reservas e ingressos para bate e volta

Não é necessário fazer reservas ou comprar ingressos antecipados para visitar o Parque Torres del Paine em um dia. A entrada do parque na alta temporada custa 21.000CLP o que converte em mais ou menos R$106,00, vale lembrar que tem validade de três dias, ou seja, você pode retornar (até três vezes) e não precisa pagar novamente entrada. Veja aqui a tabela atualizada com os valores.

Para o pernoite em acampamentos ou abrigos de montanhas é obrigatório ter reservas. Veja aqui!

A trilha

Trilha até a base Torres del Paine – bate e volta

O ônibus sai de Puerto Natales às 7h e chega em Torres del Paine,  portaria da Laguna Amarga, por volta das 9h30min. Ao chegar você deve preencher uma ficha, pagar a entrada, aguardar as orientações de segurança e o mapa da trilha.

Da portaria até a entrada da trilha são mais 5km, e para ganhar tempo tem a opção de pegar um transfer até o acampamento Las Torres.

Transfer 6.000CLP (ida e volta) o que converte em mais ou menos R$34,00

Portaria Laguna Amarga – Parque Nacional Torres del Paine

  • Acampamento Las Torres até o acampamento chileno

Comecei a trilha por volta das 11h, foram 2h até o acampamento chileno. A primeira parte da trilha é bem puxada e íngreme, com trechos expostos no final, nessa parte a corrente de ar é bem forte e os ventos são mais intensos, o uso do bastão de caminhada é essencial para dar apoio e sustentação.

Acampamento chileno
  • Acampamento Chileno até Guarderia Torres

Fiz uma parada no acampamento chileno para lanchar e ir ao banheiro ($1,00 dólar) e após conversar com o abrigueiro e ouvir as suas dicas, pensei na possibilidade de retornar com mais calma e fazer o nascer do Sol na base das Torres, mas para isso eu precisava ver a disponibilidade de vaga no camping. Sabemos que para acampar no parque só é possível com reserva no site, e que normalmente essas reservas devem ser feitas com um ou até dois meses de antecedência, mas resolvi tentar a sorte e pensei que esse seria o meu “plano B”, afinal, já estava bem tarde e o tempo não estava colaborando.

Após a conversa com o abrigueiro, comecei a segunda parte da trilha,  foram mais ou menos 1h30min de trilha leve, clima agradável com muita vegetação e vários pontos d’água, neste momento não tinha mais ventos e as árvores faziam sombra.

  • Guarderia Torres até o mirador base Torres

A última subida é um trepa trepa sem fim, com várias pedras enormes e entra elas as marcações da trilha. Neste momento o desespero maior era com o tempo, afinal, tinha que está de volta às 19h para pegar o último ônibus de volta para Puerto Natales.

Cheguei

Cheguei ao mirador base das Torres no final da tarde, a luz já não era tão favorável para fotografia, fiquei apenas 10 min e desci literalmente correndo, em uma bifurcação segui direto e sai da rota por algumas horas, mas voltei tudo e consegui chegar a tempo. Na portaria consegui pegar informações sobre o acampamento, e para minha sorte tinha uma vaga naquela semana para o camping do abrigo chileno.

Minha opinião sobre o bate e volta

Achei que fica muito corrido fazer o mirador base de las Torres em um dia saindo de Puerto Natales, acho que vale tentar passar pelo menos uma noite no Parque. Além disso, são vários ônibus chegando e a maioria com o mesmo objetivo, base das Torres. Imagina como fica o lugar no horário de pico? Lotado!

O ônibus chega tarde no parque (por volta das 9h30min) até você começar a trilha já são 11h, o tempo estimado são de 7h/8h ida e volta, o último ônibus de retorno para Puerto Natales sai às 19h. Ou seja, tudo muito corrido, e, ao longo do percurso vai dando o maior desespero. Vale lembrar que o tempo é imprevisível e venta muito, o que deixa tudo mais lento e cauteloso.

O que eu indico

Sugiro fazer um pernoite no camping do abrigo chileno ( ou outro próximo) e ficar dois dias no parque, mas sabemos que para o pernoite em acampamentos ou abrigos é obrigatório ter reservas, e essas reservas devem ser feitas com até dois meses de antecedência (principalmente entre dezembro e janeiro). Eu consegui reservar o abrigo chileno e retornei para fazer novamente as Torres, mas dessa vez com mais calma, sem correria e com o tempo bom.

Essa foi a (melhor) opção após a frustrada tentativa de fazer a base das Torres del Paine em um dia, mas sobre o pernoite eu cont0 no próximo post, onde eu vou falar sobre o camping no parque, alimentação e equipamentos necessários.

Descontos:

Reserve a sua hospedagem no booking.com e ganhe um bônus de R$50,00 CLIQUE AQUI

 

Calcule o preço do seu seguro viagem e tenha uma viagem mais tranquila e sem preocupação

6 Comments

  • Renata
    Posted 3 de janeiro de 2019 22:16 0Likes

    Tudo perfeito, bem explicadinho q lugar lindo. Vc uma corajosa como sempre 👏🏻👏🏻 Obrigada sempre pelas dicas e q Deus continue te abençoando na sua vida e nas suas aventuras! Sucesso Vivi 💪🏼🌹😘😘

    • Vivian
      Posted 13 de janeiro de 2019 16:59 0Likes

      Renata, muito obrigada pelo seu comentário e incentivo! Pra mim a viagem só termina quando eu consigo transmitir o que eu aprendi, informar quem deseja fazer o mesmo e incentivar o próximo a conquistar os seus sonhos e desejos, porque se eu consegui, você também consegue! Tá tudo pronto, só seguir o “mapa” hehehe

  • Emerson Golinelli
    Posted 3 de janeiro de 2019 23:29 0Likes

    Excelente conteúdo, bastante dica que ajuda muito a quem quer fazer essas viagens. Parabéns!

    • Vivian
      Posted 13 de janeiro de 2019 16:53 0Likes

      Obrigada Emerson! Essa semana tem mais novidades aqui e no meu canal do Youtube/viviantelles 😉

  • Karina Lira
    Posted 13 de janeiro de 2019 13:02 0Likes

    Estou com viagem marcada para Patagonia e desejo muito fazer essa trilha bate e volta, e de todos os post que li, esse esclarece muito e o vídeo foi a cereja do bolo. Maravilhoso! Caso, não tenha a mesma sorte que você com relação à reserva consigo voltar a tempo de pegar o ônibus?

    • Vivian
      Posted 13 de janeiro de 2019 16:53 0Likes

      Olá Karine, tudo bem? Obrigada pelo seu comentário!;) Eu também tive a mesma dificuldade quando fui procurar informações sobre o bate e volta, por isso fiz questão de deixar tudo bem explicado e filmar todos os detalhes, mas ainda tem mais post para entrar aqui na Revista (fica de olho) ;). Sobre o bate e volta você consegue voltar a tempo de pegar o ônibus, mas dependendo das circunstancias do tempo (vento, neve, chuva etc) pode acontecer de ficar mais corrido,porém o tempo é suficiente (se você tem um bom condicionamento físico), no meu caso o problema foi o vento forte e o fato de parar para fotografar e filmar, por isso senti necessidade de voltar com calma (para curtir) e por sorte consegui essa vaga.

Deixe seu comentário