Não tenho 22 anos e, só depois dos 30, descobri que o meu maior patrimônio é a minha paz de espírito e que dinheiro nenhum compra essa liberdade (mental) que eu possuo hoje.

Hoje vivo com menos, mas também gasto menos porque consegui me libertar de algo tão simples, a busca incessante pelo “ter” ao invés do “ser”.

Dependendo exclusivamente de mim mesma, sai em busca dos meus sonhos, e, hoje esse é o meu maior patrimônio.

Seja em um hotel cinco estrelas no meio da Cordilheira dos Andes ou acampando sozinha na montanha, eu sei exatamente quem eu sou e para onde eu quero ir.

Queria muito ter essa mentalidade com meus 22 anos, mas nunca é tarde para aprender como a roda gira ou a vida roda!

Ser ou ter, eis a questão que divide a humanidade!

Foto Cleber de Oliveira

4 Comments

  • Avatar
    Mariana nascimento da costa
    Posted 28 de março de 2019 19:58 0Likes

    Muito bom, adorei!

  • Avatar
    Mariana
    Posted 29 de março de 2019 09:21 0Likes

    Menina, nunca li algo que seja tão verdade! Hoje tenho esse pensamento também e, com isso, vou mudando alguns hábitos!

    • Avatar
      Vivian
      Posted 29 de março de 2019 16:42 0Likes

      Que bom que gostou! A gente cresce e evolui, né? Lembro quando você me falou da sua antiga rotina kkk

Deixe seu comentário